[MÚSICA] Campanha Roqueira no Facebook

Ultimamente o Facebook virou um compartilhador de imagens, tirinhas e obscuridades – dá pra se dizer que o social perdeu força. O que começou a me chamar a atenção foi a quantidade de imagens comparando a qualidade musical do Rock à outros gêneros musicais. Gosto muito de Rock e praticamente não suporto qualquer outro tipo de música, mas eu fico pensando: será que precisamos bradar aos quatro ventos que o Rock and Roll é melhor que Axé, Pagode ou Sertanejo?

A maior prova de que o Rock é melhor é a própria história do Rock – ela existe. Ao contrário de outras bandas e de outros ritmos musicais que são passageiros, o rock conseguiu deixar uma marca na história. Hoje é normal vermos jovens fanáticos por bandas de 1960 – 1970, como Beatles e Led Zeppelin, por exemplo. Agora, em qualquer outro gênero – salvo raras exceções – o sucesso é passageiro. E hoje ele acaba cada vez mais rápido.

Pelo que posso perceber, a bola da vez hoje é o Michel Teló – uma música simples, daquelas que ficam grudadas na cabeça e não querem mais sair – “Ai se eu te pego” possui absurdos 67 milhões de visualizações no Youtube. Milhões. Eu não tenho problema com quem gosta de uma música que eu não gosto – e nem tenho problemas com quem não gosta das músicas que eu gosto. Mas eu acho engraçado quem tem – se você não é roqueiro você não merece ser meu amigo.  Por favor, né?

Me parece que hoje as pessoas mudaram o foco do fanatismo: são fãs da música e não do cantor. Ao contrário do que acontece com o rock, em que os grandes grupos são marcas mais fortes que qualquer uma de suas músicas. Eu já não me lembro, mas acho que no começo do ano o maior sucesso era Luan Santana e seu Meteoro da Paixão, certo? Cadê? Hoje é difícil a mídia falar dele – até no Globo Esporte só se fala em Michel Teló. E tenho certeza que invariavelmente isso vai acontecer com todos esses novos cantores brasileiros: o estrelato será cada vez mais meteórico e passageiro: alguns vão durar, oscilando de fases – numa época estarão em alta e em outras ninguém vai falar nada. Normal, como acontece com a maioria das bandas – nem o rock escapa disso.

Eu só vou dizer que não gosto dessa campanha de moralização do Rock no facebook – não acho que seja necessário e nem acho relevante essa comparação. São estilos diferentes, pra gostos e pessoas diferentes. Você não é uma pessoa melhor por gostar de Rock e nem o seu amigo é um ser inferior por gostar de Pagode – gosto é gosto.

Que as letras do rock são mais bonitas e elaboradas, isso é inegável. Que as melodias são mais bem construídas, também. Mas você não precisa provar pra ninguém isso – ao invés de postar uma imagem comparando dois estilos e evidenciar a supremacia de um em detrimento do outro, compartilhe uma música. Pode ser que alguém que nunca tenha ouvido rock na vida escute e passe a gostar.

O Rock é superior, não precisa de comparação. É senso comum.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s